Quebrada Atualizada

Consiste em promover o acesso à educação básica para jovens e adultos que não concluíram os estudos no tempo regular, valorizando a cidadania de acordo com a realidade de cada aluno, através de metodologias educacionais sociais e construtivas.

Aos 36 anos, a estudante Isis Cristina Vieira da Costa viu sua vida se transformar ao realizar o sonho de finalizar a educação básica e, assim, entrar em uma faculdade. Atual estudante do curso superior de Serviço Social, na Faculdade de Educação Paulistana (FAEP), Isis concluiu o ensino médio, no ano de 2022, graças a um projeto social desenvolvido pela instituição: o Quebrada Atualizada.

Lançado em 2021, o projeto surgiu com o objetivo de promover o acesso à educação básica para jovens e adultos que não concluíram os estudos no tempo regular, valorizando a cidadania de acordo com a realidade de cada aluno, através de metodologias educacionais sociais e construtivas. Após a realização de três edições, que resultou na formação de dezenas de alunos, o Quebrada Atualizada está em sua 4ª edição, com inscrições abertas até o dia 30/06/2023 para o preenchimento de 100 vagas.

 As aulas serão ministradas na modalidade de ensino a distância (EAD), a partir de uma parceria da FAEP com o Centro de Integração da Cidadania (CIC) Oeste e Instituto Educa Mais. O projeto tem como base o programa da Educação de Jovens e Adultos (EJA) desenvolvido pela Secretaria de Educação do Estado de São Paulo, que reconhece o ensino médio remoto, mediado ou não por tecnologia, como possibilidade de acesso educacional.

De acordo com Edilaine Daniel Carvalho, professora de pedagogia da FAEP e ex-diretora do CIC Oeste, muitas pessoas na idade adulta, que não tiveram acesso à vida escolar ou não concluíram seus estudos, por diferentes motivos, trazem consigo um sentimento de desprestígio, ao se responsabilizarem pelo insucesso da vida escolar. “No entanto, com o Quebrada Atualizada, nós queremos romper essa visão, ao realizarmos o acolhimento dos alunos em uma nova relação com a aprendizagem escolar, a partir de um trabalho de resgate de sua autoestima e da conscientização de sua identidade por meio da valorização de suas origens”, completa.

 Por meio do projeto, inclusive, a FAEP pretende contribuir para o desenvolvimento do bairro onde está inserida: Parada de Taipas, região periférica da zona oeste de São Paulo. É neste local onde vive a estudante Isis, que ficou sabendo do Quebrada Atualizada por meio de uma amiga. “Trata-se de uma ótima oportunidade de aprendizado e crescimento profissional, tanto para as pessoas aqui da região quanto as demais que se inscrevem no projeto”. Ela também conta que não havia conseguido concluir o ensino médio, anteriormente, pois saiu cedo da casa dos pais e precisou trabalhar para se sustentar. Esse, inclusive, é um dos principais motivos para que muitos adolescentes e adultos não consigam terminar os estudos.

 Segundo Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), divulgada em 2019, dos 51,2% (69,5 milhões) de brasileiros que não completaram o ensino médio, o que corresponde a mais da metade populacional, 39,1% não o fizeram pela necessidade de trabalhar. Já a falta de interesse foi apontada por 29,2% dos entrevistados. Entre as mulheres, destaca-se ainda gravidez (23,8%) e afazeres domésticos (11,5%) como entraves para o término dos estudos.

Preocupada com a população feminina, pois, além das questões levantadas, muitas mulheres enfrentam outras situações como dependência financeira e agressão de seus parceiros, a FAEP destinará 10% das vagas para as mulheres em situação de violência doméstica. Outros 10% serão reservadas para pessoas trans e outra parcela equivalente aos estrangeiros, com o intuito de contribuir com esses grupos, diante dos problemas enfrentados por muitos na conclusão de seus estudos.  

 Além disso, os alunos participantes terão prioridade no projeto Oportunidades Solidárias, o qual encaminha cidadãos da região para entrevista de emprego e cursos para geração de renda, tais como: Manicure, Depilação, Designer Sobrancelha, Corte e Costura, Modelagem, entre outros, os quais serão integrados aos estudos, ações que também contribuirão para formação completa dos indivíduos e, por consequência, da comunidade como um todo.

 Empresa socialmente responsável

No ano de 2022, inclusive, o Quebrada Atualizada foi um dos projetos responsáveis pela concessão do selo de Responsabilidade Social à FAEP. Trata-se de um reconhecimento da Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES) sobre as ações promovidas pela instituição, com foco no bem-estar social e desenvolvimento da comunidade em que está inserida. “A FAEP tem a missão de transformar vidas por meio da educação. Esse reconhecimento é muito importante e um impulso para darmos continuidade em nossas ações, a fim de que os alunos possam concretizar seus objetivos”, afirma Vânia Aparecida da Costa, diretora acadêmica da FAEP. A estudante Isis é um exemplo, pois sempre sonhou em atuar numa área que pudesse ajudar outras pessoas e, agora, após concluir o ensino médio, está prestes a concretizar seu objetivo, cursando Serviço Social na FAEP. “Esse projeto faz sonhos renascer”, conclui Isis.

Para participar do projeto Quebrada Atualizada é necessário ter mais de 18 anos e ter concluído o ensino fundamental em uma escola pública. Os interessados deverão consultar o regulamento, preencher uma ficha de inscrição e aguardar o contato. O critério de seleção acontecerá a partir de uma análise socioeconômica da ficha dos candidatos.

Por Mariana Mascarenhas

Assessora de Imprensa da FAEP

Inscrições Abertas para a 5ª edição, até 26/01/2024. Para mais informações, entre em contato com o whatsapp (11) 97396 4026

[ SIGA ]

[ CONTATO ]