A importância da logística no desabastecimento

  • Categoria :Blog - Gestão
  • Data :30 / julho / 2022

A importância da logística no desabastecimento

A palavra logística envolve estoque, transporte, armazenamento, embalagem e manuseio de
materiais, no comércio, indústria ou serviço. As informações desses movimentos necessitam
de precisão e decisões rápidas pois envolvem fornecedores e clientes. A quantidade, volume e
custo estão relacionados aos locais que irão ser operacionalizados. A gestão desse processo
precisa ser organizada, gerando uma infinidade de dados, conduzindo uma operação de modo
eficaz.

Nos últimos dois anos, pandemia, pudemos observar a importância da logística como
ferramenta fundamental na continuidade das organizações, independente do tamanho do
negócio. Micro e pequenas empresas que operavam somente na modalidade presencial
migraram, obrigatoriamente, para o meio digital, assim necessitando de conhecimentos das
operações logísticas e tecnológicas digitais.

O desabastecimento pode ocorrer, além da falta de recursos como mão-de-obra e peças ou
produtos, por falha desses dois elementos citadas acima, ou seja, o domínio das tecnologias de
informação e os conceitos da cadeia de suprimentos.

Quando ocorrem eventos que impossibilitam o abastecimento de itens no sistema produtivo
ou comercial, no caso os recentes conflitos no leste da Europa, ocorre o desabastecimento e,
especificamente, os insumos agrícolas para o Brasil como fertilizantes de origem Russa ou
Ucraniana. Essa situação reduz os estoques de alimentos que dependem dessas substâncias e,
consequentemente, afetam os preços, fretes e distribuição.

Tivemos um evento inimaginável no desabastecimento de “chips” para a produção de
computadores, smartphones e tablets no período de dois anos. As fábricas tecnológicas desses
equipamentos ficaram paralisadas devido aos “lockdowns” no continente Asiático. Essa
demanda ainda não está regularizada. Sem falar na produção de automóveis, em nível global,
interrompida por falta desses componentes, prejudicando o abastecimento de veículos novos
e elevando o preço.

No recente conflito entre a Rússia e a Ucrânia podemos observar a importância da logística na
regularização do fornecimento de insumos agrícolas para evitar o desabastecimento. Mesmo
com toda a tecnologia atual é impossível regularizar o mercado, no caso a quantidade e o
preço, sem aplicar os conhecimentos logísticos. No Brasil tivemos que procurar outros
fornecedores globais para diminuir a escassez de fertilizantes. Mesmo com o fornecimento de
outros países, os preços subiram. A localização, a quantidade e a situação emergencial são
parâmetros que influenciam nos custos dessas operações logísticas, provocando um
desequilíbrio no abastecimento.

Não podemos esquecer os conceitos econômicos do equilíbrio da oferta (fornecedores) e
demanda (consumidores) para evitar desabastecimento e aumento de preços.

 

Escrito por Luiz Garcia, professor do curso tecnólogo em Logística.