Dia do Escritor

  • Categoria :Blog - Categoria 01
  • Data :25 / julho / 2019

Dia do Escritor

“Quem escreve um livro cria um castelo, que o lê mora nele” Monteiro Lobato

Inspirados na frase de Monteiro Lobato, os admiradores da arte literária ficam extasiados com as possibilidades de interlocução profunda entre aqueles escritores que pensam traçar um emaranhado de ideias, sonhos e interpretações do mundo e da vida para encantar, fazer rir, chorar e refletir e os co-autores e leitores que mergulham seu ideário e seu imaginário nas tramas secretas ou aparentes dos textos.
A frase do escritor pode ser lida e relida, pensada e repensada não apenas na ficção, mas também em todos os gêneros textuais, porque desvela as completudes presentes na relação entre dois ou mais sujeitos que se constituem como tal na construção profunda de sentidos em um romance, em uma poesia, em uma crônica, em um artigo de opinião e em um artigo científico. As intensidades de produção conjunta podem ser diferentes, mas nunca menos carregadas de delírio, porque a procura de significados está atrelada aos contextos de produção das obras e aos desejos de encontro com o des–conhecido.
Ao pensar sobre a relação profunda entre quem Lê e quem Escreve um texto, uma frase ou um livro, pode–se considerar que um escritor só se considera homenageado quando as comemorações, os folguedos e as louvações estão impregnadas de vozes compartilhadas com seus leitores.

COMEMORAR O DIA DO ESCRITOR É HOMENAGEAR TAMBÉM QUEM ENLAÇA SUAS PALAVRAS, ENTRELAÇA E RECONSTRÓI SIGNIFICADOS IMPREGNANDO–SE DOS SENTIDOS DE SEUS ADMIRADOS AUTORES QUE, COM TRAÇOS COM LÁPIS, CANETA, TECLADO E OUTROS RECURSOS TRANSFORMAM IDEIAS, EMOÇÕES, AFETOS E OPINIÕES.